Arquivo para agosto 2013 | Página mensal de arquivo

Comunidades – Turismo do Porto e Norte quer cativar diáspora portuguesa

O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Melchior Moreira, pretende unir a região para que esta se afirme, nacional e internacionalmente, apostando nas comunidades portuguesas e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Portimão – Criadora de projecto de turismo interactivo procura investidores

A criadora do projecto «Ler Portimão», que visa oferecer aos turistas uma experiência cultural interactiva no centro histórico da cidade, procura investidores para poder concretizar a ideia, premiada em Maio passado por um fórum internacional.

Bacalhau – Industriais reclamam controlo de polifosfatos no «fiel amigo»

A Associação dos Industriais do Bacalhau (AIB) alerta para a necessidade de o Governo implementar mecanismos para controlar a qualidade do bacalhau a partir de Janeiro de 2014, quando poderão começar a ser usados polifosfatos no peixe.

Montalegre – Final de Chegas de Bois atraiu mais de mil pessoas

A final do campeonato de Chegas de Bois de Montalegre, desporto-rei da região, atraiu a 8 de Agosto mais de mil pessoas ao «chegódromo» que, entre aplausos e gargalhadas, gritavam pelos touros finalistas com mais de uma tonelada.

Castro Verde – Os pacientes queijos alentejanos da casa Charrua

A Queijaria Charrua vai hoje na terceira geração de queijeiros. Ana Rita herdou o ofício dos sogros e passa agora o testemunho aos filhos. Em Entradas, Castro Verde, todos os dias se faz queijo de ovelha com primor e cuidado.

Vinhos mantêm subida de exportações em 2013

Com esta evolução, a exportação de vinhos durante os primeiros seis meses de 2013 mantém uma subida face ao período homólogo de 2012, de +2,6% em valor e +7,7% em preço médio, apesar de ligeiro decréscimo em volume.

A Europa Comunitária mantém-se como principal destino em volume (57% do total), mas com um peso significativo de vinhos expedidos na classe acima dos 2 litros (bag-in-box, granel, etc). As exportações para países extracomunitários são 42% do valor, com quatro destinos (Angola, EUA, Canadá e Brasil) a figurarem no grupo dos 10 principais mercados de exportação dos vinhos nacionais.

Na Europa destaca-se o desempenho alcançado na Polónia, que foi o mercado de maior crescimento em volume e em valor (+36,7% e +36,2%, respetivamente) e para Espanha, com crescimentos de 27,4% e 37% em volume e em valor, respetivamente.
O mercado chinês, que representa 1,5% das exportações de vinho registou uma subida superior a 40% no preço médio de venda.

Para Frederico Falcão, presidente do IVV, “estes dados tornam-se ainda mais relevantes pois comparam com 2012, ano em que as exportações portuguesas de vinho ultrapassaram a barreira dos 700 milhões euros, sendo um sinal claro da aposta que as empresas estão a fazer na exportação”.

Numa antevisão do futuro, o presidente do IVV admite que “os indicadores são positivos, pois o 1.º semestre foi o melhor desde 2010, e se o 2.º semestre tiver o desempenho que temos observado nos últimos três anos (57% do valor das exportações ocorreu no 2.º semestre), podemos ultrapassar este ano os 720 milhões euros”.
Fonte:  Wines of Portugal

Santo Tirso – Município quer candidatar mosteiro a Património Mundial da Humanidade

A autarquia nortenha aprovou, em reunião camarária, a intenção de candidatar o Mosteiro de Santo Tirso, monumento nacional desde 1910, a Património Mundial da Humanidade da UNESCO. A candidatura será entregue até Setembro de 2013, adianta o município, que espera com a iniciativa captar mais turistas à região.

Carrazeda de Ansiães – Museu homenageia cultura rural transmontana

O município de Carrazeda de Ansiães inaugura, a 23 de Agosto, um museu dedicado à cultura rural da região duriense e transmontana, destinado a preservar e mostrar tradições e saberes que estão a cair em desuso, como a padeira, o pastor, o sapateiro ou o moleiro, entre outros ofícios.

Hospital de Bonecas – Cuidar do imaginário

Repor uma perna, um braço, os olhos, a roupa são alguns dos «tratamentos» disponibilizados no Hospital de Bonecas da Praça da Figueira, em Lisboa. Na casa tradicional cuida-se, desde 1830, de objectos que preenchem o imaginário de miúdos e graúdos.

Mação – Das mãos de Agostinho sai a arte de trabalhar a madeira à antiga

Fala dos brinquedos que lhe saem das mãos com a paixão de quem traz da infância o talento inato. Agostinho Godinho, 50 anos, natural da Aboboreira, uma aldeia do concelho de Mação, trabalha a madeira há 20 anos. Das mãos, calejadas pelas escamas do ofício, saem objectos de todo o tipo, para miúdos e graúdos. Dos tradicionais aos criativos, a lista é enorme: jogos didácticos, pombinhas, piões, galinhas que picam no chão, cordas de saltar e fisgas. A escolha fica ao gosto de cada um, o talento nos dedos de Agostinho.