Arquivo para dezembro 2016 | Página mensal de arquivo

António José Branquinho da Fonseca : uma vida : (1905-1974)

Catálogo da exposição organizada pela Câmara Municipal de Cascais, em 2001, em homenagem a Branquinho da Fonseca, poeta, dramaturgo e ficcionista, que foi também Conservador do Museu-Biblioteca Condes de Castro Guimarães. No exercício destas funções, implementou em Cascais a primeira biblioteca itinerante, que contribuiu, desde 1953, para a difusão da leitura nas localidades mais afastadas do concelho, vindo depois a replicar este modelo à escala nacional através da Fundação Calouste Gulbenkian.

O presente volume inclui uma cronologia básica da sua vida e obra, bem como a dos quase 20 anos (1942-1960) em que foi Conservador do Museu-Biblioteca, e ainda muitas reproduções de variadíssimos documentos, tais como: fotografias oficiais e privadas; correspondência (cartas, postais, bilhetes) recebida de Almada Negreiros, Vitorino Nemésio, Miguel Torga, entre outras personalidades; pedido de demissão das funções de Conservador; e, relacionados com os seus livros, manuscritos diversos, provas tipográficas corrigidas e anotadas pelo próprio, recensões críticas saídas na imprensa.

Editor: 
Fundação Calouste Gulbenkian; Camara Municipal de Cascais

ISBN: 
978-972-637-090-6

Ano: 
2001

Nº de páginas: 
47

Preço: 
2,50€

Link: 
http://www.cascais.pt/formulario/livraria-municipal-de-cascais-encomenda

Texto Link: 
Encomendar

Casticismo em Unamuno e Torga

Publicação da tese de doutoramento em Língua e Cultura Portuguesa de Carlos Carranca, que, num registo assumido de ensaio literário, aborda o conceito de casticismo na obra do filósofo, poeta e escritor espanhol Miguel de Unamuno e na do poeta e escritor Miguel Torga, tendo por objetivo, nas palavras de Eugénio Lisboa, orientador da dissertação, mostrar-nos, “à boleia dos dois grandes escritores ibéricos, um casticismo não redutor, não paroquial, não reacionário, mas, antes, universal e claramente aberto a outros alimentos.”

Carlos Carranca é professor universitário, ensaísta, poeta, declamador. Licenciado em História, foi presidente da Sociedade de Língua Portuguesa, diretor-adjunto do jornal Artes & Artes, fundador do Círculo Cultural Miguel Torga e, com Carlos Avilez e João Vasco, do Centro de Iniciação Teatral. Tem desenvolvido um trabalho significativo como animador cultural e divulgador da poesia portuguesa. Em 2001, recebeu a Medalha de Mérito Cultural do Município de Cascais.

Autor: 
Carlos Carranca

Editor: 
Minerva Coimbra

ISBN: 
978-972-798-325-4

Ano: 
2012

Nº de páginas: 
318

Preço: 
25,00€

Link: 
http://www.cascais.pt/formulario/livraria-municipal-de-cascais-encomenda

Texto Link: 
Encomendar

Fernando Pessoa : a biblioteca impossível = The impossible library

Em 1932, Fernando Pessoa candidatou-se ao lugar de Conservador-Bibliotecário do Museu-Biblioteca Condes de Castro Guimarães. Desejava o poeta sair de Lisboa e vir residir na Costa do Sol com o propósito de conseguir a disponibilidade, o sossego e o isolamento necessários para se dedicar à sua obra literária, e achava que Cascais reunia tais condições.

Desse facto biográfico, pouco conhecido, e das suas circunstâncias dá conta este volume que inclui um estudo introdutório de Teresa Rita Lopes, considerada uma das maiores especialistas mundiais de Pessoa, além de fac-símiles de documentos do processo de concurso do poeta: requerimento de candidatura manuscrito por Pessoa; ofício anunciando-lhe que vencera o prémio para o melhor ensaio no exame de admissão à Universidade do Cabo da Boa Esperança (1904); certificado da sua aprovação no Exame Intermédio em Artes da mesma Universidade (sem data); duas recensões críticas à sua poesia publicadas no The Times e no Glasgow Herald (1918); ata da reunião do júri.

 

Autor: 
Teresa Rita Lopes

Editor: 
Câmara Municipal de Cascais

ISBN: 
978-972-637-091-4

Ano: 
2001

Nº de páginas: 
154

Preço: 
5,00€

Link: 
http://www.cascais.pt/formulario/livraria-municipal-de-cascais-encomenda

Texto Link: 
Encomendar

Inês de Castro : (1320? – 1355) musa de tantas paixões : bibliografia anotada

Bibliografia anotada sobre Inês de Castro, resultado de uma recolha extensa e exaustiva das referências inesianas em domínios tão diversificados como o cinema, a música, as artes plásticas, a literatura, o teatro, a toponímia, os ensaios, entre outros, levada a cabo no decurso de vários anos.

Segundo o autor, José Pereira da Costa, licenciado em História pela Universidade de Lisboa e membro da Fundação Inês de Castro, este trabalho não é “um estudo sobre Inês de Castro, mas uma Bibliografia que procurámos atualizar em relação às anteriores”, complementada com “as notas, observações e comentários que nos pareceram úteis e interessantes incluir” e que se dirige “aos diferentes públicos leitores”, não apenas o académico, “mas a todos os admiradores de Inês de Castro e da sua história”.

Autor: 
José P. Costa

Editor: 
Prefácio

ISBN: 
978-989-652-021-2

Ano: 
2009

Nº de páginas: 
714

Preço: 
20,00€

Link: 
http://www.cascais.pt/formulario/livraria-municipal-de-cascais-encomenda

Texto Link: 
Encomendar

João Medina : pensar e sentir a história

Tributo ao historiador e ensaísta João Medina, num volume que lhe traça a biografia académica e intelectual, inclui depoimentos de colegas e amigos, um breve texto autobiográfico e o elenco essencial da sua bibliografia.

Professor catedrático jubilado de História na Universidade de Lisboa, lecionou também em prestigiadas escolas de França, Brasil, Alemanha e Estados Unidos. É autor de uma extensa obra distribuída pela historiografia, pelo ensaio literário e pelo romance. Focou-se predominantemente na história dos movimentos anarquistas e da ideologia fascista, na História Contemporânea e nos estudos queirosianos. Dirigiu a Revista da Faculdade de Letras de Lisboa e colaborou em diversos jornais e revistas, tais como Diário Popular, Diário de Notícias, Seara Nova, Vértice.

António Ventura, Diretor do Centro de História da Universidade de Lisboa, afirma que a obra de João Medina “não deixa ninguém indiferente, suscita polémica, agita” e foi fundamental “na renovação da historiografia portuguesa contemporânea, com tudo o que trouxe de inovador e de polémico”.

Autor: 
coord. José Varandas

Editor: 
Centro de História da Universidade de Lisboa

ISBN: 
978-989-8068-04-0

Ano: 
2009

Nº de páginas: 
155

Preço: 
15,00€

Link: 
http://www.cascais.pt/formulario/livraria-municipal-de-cascais-encomenda

Texto Link: 
Encomendar

Vinhos portugueses no Top 100 da Wine Spectator

O vinho Quinta de Cabriz 2014 da região do Dão foi o vinho português melhor posicionado na lista, em 46º lugar com 90 pontos. Kim Marcus descreve-o como um vinho de “sabores concentrados de cereja escura, ameixa assada e framboesa seca”. Os restantes vinhos premiados, oriundos da região do Douro, são o Evel 2014 tinto na 50º posição, o Carm Reserva tinto de 2012, a figurar a 69º posição, e o Lemos & van Zeller Quinta Vale D. Maria de 2013, na 80ª posição.

A Wine Spectator publica anualmente o seu Top 100 de melhores vinhos do ano que resulta das provas cegas feitas a mais de 17 000 vinhos ao longo de um ano.

O Top 100 resulta da simbiose entre qualidade, preço, disponibilidade no mercado e o factor X que o painel da revista designa de emoção provocada por um novo enólogo, vinho ou marco importante para uma região vitivinícola.

O Top 100 pode ser consultado aqui.

Fonte:  Wines of Portugal

Prova da Quinta do Portal no Porto

Os vinhos da Quinta do Portal estarão em ênfase na próxima prova da Sala de Provas dos Vinhos de Portugal no Porto. A sessão será realizada na sexta-feira, dia 16 de Dezembro, pelas 18h30, na Sala de Provas do Porto, no Palácio da Bolsa.

Criada numa propriedade centenária da família onde inicialmente era produzido Vinho do Porto, ao longo dos anos a empresa desenvolveu vinhos do Douro de classe internacional. A Quinta do Portal é atualmente uma empresa familiar que abraçou o conceito de produtor de “vinhos de Boutique”, dedicando-se à produção de vinhos DOC Douro, Vinhos do Porto de categorias especiais e Moscatel.

Assente no princípio de sustentabilidade, a quinta desenvolve um processo de produção integrada baseado no respeito às normas de proteção ambiental e dos organismos naturais. As vinhas, situadas entre 200 e 550 metros de altitude garantem vinhos de qualidade excecional e cujo resultado são as várias distinções nacionais e internacionais atribuídas aos seus vinhos.

Sustentados em castas autóctones do Douro, os vinhos da Quinta do Portal são especialmente desenvolvidos para proporcionar aromas e sabores únicos, com requinte. Esta combinação de fatores resulta em vinhos com elevada elegância e frescura, oferecendo verdadeiros momentos de prazer.

A prova tem o custo associado de 5 euros e requer inscrição até dia 15/12 para o e-mail sara.monteiro@viniportugal.pt . A organização solicita a disponibilização do contacto telemóvel no ato de inscrição. 

Fonte:  Wines of Portugal

Exposição “16.ª Corrida Fotográfica de Portimão”

 
Os trabalhos premiados na maior maratona fotográfica a sul do Tejo – 16.ª
Corrida Fotográfica – estão em exposição no Museu de Portimão.
Os trabalhos premiados na maior maratona fotográfica a…

Última Formação A Copo de 2016 em Lisboa

“Como melhorar o seu serviço de vinhos: Vinho a Copo”. O canal Horeca é desafiado a participar na formação que será realizada em Lisboa, na próxima segunda-feira, dia 12 de Dezembro na ViniPortugal, no Edifício IVV, na Rua Mouzinho da Silveira, em Lisboa. Realiza-se entre as 15h e as 18h, com acesso gratuito, visando promover a melhoria do serviço de vinhos através de um maior conhecimento sobre a arte de servir vinho “A Copo”.
 
A sessão será centrada na divulgação de técnicas e instrumentos de conservação de vinho. Para promover um serviço responsável serão ainda apresentadas orientações sobre iniciação aos vinhos de Portugal bem como noções básicas de harmonização.
 
A formação é organizada no âmbito da campanha “Como melhorar o seu serviço de vinhos: Vinho a Copo” sendo direcionada para profissionais de diferentes áreas como restaurante, bar, discotecas ou Wines bar, com o objetivo de promover uma melhoria do negócio através de uma experiência personalizada entre o consumidor e o estabelecimento na degustação do vinho.
 
Para participar da formação é necessário realizar inscrição através do e-mail: daniela.costa@viniportugal.pt . Para mais informações poderá aceder a página https://www.facebook.com/pages/A-COPO/166157413418827
 
 

Fonte:  Wines of Portugal

Prova Niepoort no Porto

Os vinhos da Niepoort serão os protagonistas da próxima prova da Sala de Provas dos Vinhos de Portugal no Porto. A sessão orientada pelo enólogo Carlos Raposo será realizada na próxima sexta-feira, dia 09 de Dezembro, pelas 18h30, na Sala de Provas do Porto, no Palácio da Bolsa.

A Niepoort apresenta-se como uma empresa familiar com mais de século e meio de história, através do qual cinco gerações seguiram os passos do seu fundador Franciscus Marius Niepoort. Desde 1842 duas gerações trabalharam lado a lado contribuindo para uma transição bem-sucedida e a empresa já está a preparar a sexta geração antecipando o futuro no médio prazo.

A missão da Niepoort é manter o seu posicionamento de produtor de nicho, dando continuidade à produção de vinhos de excelência do Porto e do Douro, numa estratégia que ao longo dos anos passou a incluir os vinhos de duas outras regiões, permitindo delinear o triângulo Douro – Bairrada – Dão.

Para apresentar vinhos únicos, a Niepoort procura interpretar solos, climas e castas um caminho que conduziu à Biodinâmica, uma abordagem assente numa profunda consideração pelos “humores” da Natureza, e no equilíbrio entre a biodiversidade e numa intervenção menos invasiva possível. Nesta perspetiva há uma especial importância à inter-relação entre todas as pessoas envolvidas, numa procura contínua de respeito pelas suas idiossincrasias e valorização do que têm e trazem de melhor para a família Niepoort.

A prova tem o custo associado de 5€ e requer inscrição até dia 08/12 para o e-mail sara.monteiro@viniportugal.pt

 
 

Fonte:  Wines of Portugal