Duas quintas durienses entre as “50 melhores vinhas do mundo” em 2019

A duriense Quinta do Crasto ficou em quarto lugar nos prémios anuais que distinguem as “melhores vinhas no mundo” (em inglês “World’s Best Vineyards”). A cerimónia aconteceu na noite de segunda-feira em Londres e reservou o primeiro lugar para o produtor argentino Zuccardi Valle de Uco. O top três fica completo com a Bodega Garzón, no Uruguai, e o produtor R. López de Heredia Viña Tondonia, em Espanha.

A Quinta do Crasto não é a única referência portuguesa numa lista composta por 50 produtores — a Quinta do Bomfim, também no Douro, figura no número 37.º –, mas o lugar que lhe foi destinado é bastante tentador, posicionando-a à frente de produtores de renome como a Robert Mondavi Winery, na Califórnia, que surge na 12.º posição (foi considerada a melhor dos EUA). A quinta francesa melhor posicionada diz respeito ao Château Smith Haut Lafitte, que ficou em 16.º lugar.

Artigo completo: https://observador.pt/2019/07/09/duas-quintas-durienses-entre-as-50-melhores-vinhas-do-mundo-em-2019/
Fonte:  Observador