Mais de 600 vinhos portugueses à prova no Rio de Janeiro e São Paulo

Mais de 600 vinhos e perto de 80 produtores vão estar em destaque ao longo das próximas duas semanas no Brasil. A primeira paragem é no Rio de Janeiro, no CasaShopping, de 31 de Maio a 2 de Junho, seguindo-se São Paulo, no shopping JK Iguatemi, de 7 a 9 de Junho. Sessões de degustação, provas de vinhos especiais, cursos e harmonizações são alguns dos momentos previstos na 6.ª edição do “Vinhos de Portugal no Rio” e na 3.ª edição do “Vinhos de Portugal em São Paulo”.

Entre as novidades de 2019 está a oportunidade dada ao público do Rio de Janeiro de degustar, pela primeira vez, o icónico vinho Pêra Manca, com o enólogo Pedro Baptista, da Adega Cartuxa – Fundação Eugénio de Almeida, numa prova vertical com quatro vinhos conduzida pelo crítico Jorge Lucki. Em São Paulo estará em evidência o Barca Velha, apresentado pelo enólogo Luís Sottomayor, numa prova vertical conduzida pelo crítico e jornalista Manuel Carvalho.

O programa dos dois eventos inclui ainda provas especiais guiadas por Dirceu Vianna Júnior, o único Master of Wine de língua portuguesa, que, acompanhado por enólogos e produtores, desafiará os participantes nas sessões a descobrirem a melhor região portuguesa de vinhos tintos e brancos.

Nota ainda para o “Curso de Introdução aos Vinhos de Portugal”, que será ministrado por Luís Lopes, no Rio de Janeiro, e Rui Falcão, em São Paulo, e para as provas temáticas “Vinhos inesquecíveis do Alentejo”, “Vinhos de Talha” e “Grandes Vinhos do Douro”. No Salão de Degustação, o público vai ter a oportunidade de experimentar vários vinhos e trocar impressões com produtores de diferentes regiões vitivinícolas de Portugal

A promoção dos eventos “Vinhos Portugueses no Rio e em São Paulo” responde à aposta da ViniPortugal, materializada no Plano Sectorial de Marketing e Promoção para 2019, de apostar no mercado brasileiro, um dos principais destinos de exportação, bem como de dinamizar mais eventos para consumidores para dar a conhecer a qualidade e diversidade dos vinhos portugueses em mercados estratégicos para a marca “Wines of Portugal”.

O Brasil é um mercado em evidência para a marca “Wines of Portugal”. Em 2018 os vinhos portugueses tiveram um desempenho muito positivo neste mercado, com um crescimento de 16,4% em valor e um aumento de 10,7% no preço médio em 2018 face a 2017, o que consubstancia a melhor performance no top-10 dos principais mercados de destino dos vinhos portugueses.

O Brasil, conjuntamente com os Estados Unidos da América, Canadá e China são apostas dos vinhos portugueses para 2019. Recorde-se que estes mercados representam 60% do valor destinado à promoção internacional, que totaliza 14 milhões de euros, dos quais cerca de 6,5 milhões de euros cabem à ViniPortugal.


Fonte:  Wines of Portugal

Vinhos portugueses destacam-se no Decanter World Wine Awards 2019

Os vinhos portugueses conquistaram um óptimo resultado na última edição do Decanter World Wine Awards. O concurso premiou 4 licorosos e 2 vinhos tranquilos portugueses com a medalha “Platina - Melhor em Prova”, a melhor distinção da competição. Os vencedores da medalha Platina são 5 Vinhos do Porto e 2 da Madeira com classificações acima dos 97 pontos. À parte disso, os vinhos portugueses conquistaram 21 medalhas de ouro e 135 medalhas de prata.

França foi a nação que arrecadou mais medalhas “Platina - Melhor em Prova” (13) seguida por Espanha e depois Portugal e Austrália empatados no terceiro lugar com 6 medalhas nesta categoria.
 
O Decanter World Wines Awards (DWWA) é um concurso internacional promovido pela revista de referência inglesa, Decanter. Cerca de 17000 vinhos foram avaliados em prova cega por 280 dos melhores palatos do mundo. No final, atribuíram 50 medalhas Platina - Melhor em Prova, 148 medalhas de Platina, 480 medalhas de ouro, 4164 medalhas de prata e 7376 medalhas de bronze.
 

Platina - Melhor em Prova

 
– Agri-Roncão Dr Port 30 Year Old Tawny – 97 pontos
– Henriques & Henriques 20 Year Old Verdelho – 98 pontos
– João Brito e Cunha Quinta de S. José Reserva 2016 tinto – 97 pontos
– Kopke Porto 1979 – 97 pontos
– Quinta de Ventozelo Port Late Bottled Vintage 2014 – 97 pontos
– Quinta dos Castelares Superior 2016 tinto – 97 pontos


Platina

– Cossart Gordon Bual Madeira 1989 – 98 pontos
– Gran Cruz Port 1998 – 97 pontos
– Henriques & Henriques 15 Years Old Sercial NV Madeira – 98 pontos
– Quinta do Portal Port Vintage 2016 – 97 pontos
– Quinta do Portal Quinta dos Muros Single Quinta Vintage 2016 – 97 pontos
– Ramos Pinto RP30 30 Year Old Vintage Port NV – 98 pontos
– Vieira de Sousa Port Vintage 2016 – 98 pontos

Resultados completos aqui.




Fonte:  Wines of Portugal

Douro e Alentejo são as regiões vencedoras no Concurso Vinhos de Portugal 2019

A qualidade e diversidade dos vinhos portugueses voltou a ser reconhecida em mais uma edição do Concurso Vinhos de Portugal. Após a avaliação de 1.382 vinhos por especialistas nacionais e internacionais, o júri atribuiu um total de 423 medalhas, das quais 29 na categoria Grande Ouro, 98 de Ouro e 296 de Prata. O Douro foi a região que recebeu mais medalhas Grande Ouro do júri, recolhendo 11 medalhas, seguindo-se a região do Alentejo, com 7 medalhas, e Dão, com 4 medalhas.

Os vencedores foram conhecidos esta sexta-feira à noite na gala de entrega de prémios do Concurso Vinhos de Portugal, que se realizou no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, e que contou com a presença do presidente do Conselho Directivo do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), Bernardo Gouvêa.

Os grandes prémios do Concurso Vinhos de Portugal, que distinguem os melhores entre os 423 vinhos premiados, foram distribuídos pelas regiões Bairrada, Douro, Dão, Alentejo e Península de Setúbal:

•    “O Melhor do Ano”
Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca (2016) | Douro | Produtor: Aveleda, S.A.  

•    “O Melhor do Ano Licoroso”
Alambre Moscatel de Setúbal 20 anos | Península Setúbal | Produtor: José Maria da Fonseca Vinhos, S.A.  

•     “O Melhor do Ano Varietal Tinto”
Grande Rocim (2015) | Alentejo | Produtor: Rocim Agroindústria. Lda  

•    “O Melhor do Ano Varietal Branco”
Villa Oliveira Encruzado (2016) | Dão | Produtor: O Abrigo da Passarela, Lda  

•     “O Melhor do Ano Vinho Tinto”
Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca (2016) | Douro | Produtor: Aveleda, S.A.  

•    “O Melhor do Ano Vinho Branco”
Quinta Pedra Escrita Reserva Bio (2017) | Douro | Produtor: Rui Roboredo Madeira, Vinhos, S.A.  

•    “O Melhor do Ano Espumante”
Luiz Costa Pinot Noir & Chardonnay (2015) | Bairrada | Produtor: Caves São João, Lda.  

A lista completa de premiados está disponível no site do Concurso Vinhos de Portugal e pode ser consultada aqui.

Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, faz um balanço positivo da edição 2019 do Concurso Vinhos de Portugal. “Ano após ano temos sido capazes de fazer crescer o Concurso Vinhos de Portugal nas suas diferentes dimensões, nomeadamente no número de vinhos inscritos, bem como a presença de mais especialistas internacionais, que acederam ao convite para vir conhecer a nossa realidade vitivinícola”.

“Mais do que uma competição, o Concurso Vinhos de Portugal é uma semana dedicada à celebração da qualidade dos vinhos portugueses. É um momento importante para os agentes económicos envolvidos na fileira do vinho e um óptimo veículo de promoção dos vinhos de Portugal junto de especialistas internacionais, que vão regressar aos seus países de origem com muito mais conhecimento da qualidade dos nossos vinhos graças ao programa paralelo da iniciativa, que inclui jantares vínicos, visitas a produtores e masterclasses”, conclui o presidente da ViniPortugal.

À semelhança das edições anteriores, o Concurso Vinhos de Portugal 2019 teve uma primeira fase, realizada no CNEMA, em Santarém, na qual cada vinho foi apreciado em prova cega por um júri composto por especialistas em vinhos, nacionais e internacionais, entre enólogos, jornalistas, sommeliers e outras entidades ligadas ao vinho. Com base nas escolhas feitas na 1.ª fase do Concurso, o Grande Júri, composto por Dirceu Vianna Júnior (MW), do Reino Unido, Evan Goldstein (MS), dos EUA, Thomas Vaterlaus, da Suíça, Bento Amaral e Luís Lopes, presidente do Concurso, escolheu os grandes vencedores do Concurso Vinhos de Portugal, atribuindo as medalhas Grande Ouro e os Melhores do Ano.

A participação no Concurso Vinhos de Portugal constitui uma plataforma para a promoção internacional dos produtores portugueses. Os vinhos distinguidos com as Medalhas Grande Ouro e Ouro no Concurso Vinhos de Portugal terão presença garantida em eventos internacionais de excelência a realizar em 2019.


Personalidades internacionais reconhecidas pelo contributo dado nas exportações dos vinhos portugueses


Para além de acolher a gala que premiou os melhores vinhos a concurso, o Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões foi o palco para a distinção de personalidades internacionais que têm contribuído para a afirmação dos vinhos portugueses em mercados externos. Na 1.ª edição do Prémio “Personalidade do Ano”, instituído em 2019 pela ViniPortugal, foram distinguidos Charles Metcalfe (Europa), Sebastião Vemba (África), Mark Squires (Américas) e Takenori Beppu (Ásia).

A criação do Prémio “Personalidade do Ano” resulta do reconhecimento do papel desempenhado por um conjunto alargado de profissionais, influenciadores e prescritores na promoção da marca “Wines of Portugal” nos diferentes mercados internacionais onde actua.

“O esforço de promoção dos Vinhos de Portugal nos mercados internacionais é um trabalho colectivo que, para alcançar sucesso, necessita de ter continuidade do lado de quem nesses mercados fala, escreve, avalia, promove ou vende os nossos vinhos nos diferentes mercados. Felizmente que hoje são muito e bons aqueles que diariamente trabalham na promoção dos nossos vinhos e na valorização das nossas exportações. Reconhecendo a importância, a ViniPortugal decidiu, a partir de 2019, homenagear de forma simbólica uma figura em cada um dos quatro continentes/mercados onde a marca “Vinhos de Portugal” está presente: Américas, Africa, Ásia e Europa”, afirma Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal.

O Prémio “Personalidade do Ano” contou com um conjunto de fases, num processo colaborativo com os diferentes intervenientes na fileira do vinho nacional. Numa primeira fase, a ViniPortugal, em colaboração com as instituições sectoriais, como as CVR’s e as associações, desenvolveram o processo de selecção de personalidades elegíveis em cada um dos continentes abrangidos. A votação final esteve a cargo das empresas do sector vitivinícola através da plataforma digital da ViniPortugal.  



Fonte:  Wines of Portugal

Thomas Vaterlaus estreia-se no Grande Júri, que vai escolher os Melhores Vinhos do Ano

A qualidade dos vinhos portugueses vai ser avaliada no Concurso Vinhos de Portugal 2019 por um painel de jurados nacionais e internacionais de renome. Entre os especialistas que se estreiam nesta iniciativa da ViniPortugal destaca-se Thomas Vaterlaus, editor-chefe da Revista Vinum, proveniente da Suíça, que se juntará a Dirceu Vianna Júnior (MW), Evan Goldstein (MS), Bento Amaral e Luís Lopes no Grande Júri do concurso.

Na edição de este ano, a ViniPortugal volta a apostar em ter especialistas internacionais, originários de mercados estratégicos para a marca “Wines of Portugal”, reforçando o carácter promocional que o concurso tem vindo a assumir ao longo dos últimos anos junto de especialistas, sommeliers e influenciadores de mercados externos.

Para além do convite a Thomas Vaterlaus para o Grande Júri, destacam-se a estreia de outros jurados internacionais no Júri Regular do concurso, nomeadamente Anders Halskov-Jensen, escritor e crítico de vinhos originário da Dinamarca; David Wong, director executivo da Wynn Food & Beverage de Macau; Marshal Lyu, professor de vinho, da China; Nancy Reynolds, fundadora da agência de vinhos Worldwide Cellar, do Canadá; Eduardo M. Araújo, sommelier, eleito em 2017 o “Melhor Sommelier do Brasil para Vinhos de Portugal”; e Tatiana Mann, profissional de vinhos da Rússia radicada no Reino Unido.

Recorde-se que durante a 1.ª fase do Concurso Vinhos de Portugal, que terá lugar no CNEMA, em Santarém, os vinhos serão avaliados por júris, com cinco a sete membros qualificados, dos quais pelo menos dois serão estrangeiros.

Segunda fase de inscrições abertas até 12 de Abril

Pelo sétimo ano consecutivo, a ViniPortugal distingue a excelência dos vinhos nacionais. As inscrições no Concurso Vinhos de Portugal estão abertas e podem ser feitas no site http://concursovinhosdeportugal.pt/. A 2.ª fase de inscrições decorre até dia 12 de Abril, sem penalizações para os produtores.   

A primeira fase do Concurso Vinhos de Portugal decorrerá de 6 a 8 de Maio, no CNEMA, em Santarém, na qual os vinhos inscritos serão avaliados por um júri, composto por especialistas em vinhos portugueses e internacionais, entre os quais jornalistas, sommeliers, wine educators e outras profissões ligadas ao sector.

Após esta fase, o Grande Júri reunirá nos dias 9 e 10 de Maio, no Porto, para a selecção dos Grandes Ouros e os Melhores no Ano. Os grandes vencedores serão conhecidos numa Cerimónia de Entrega de Prémios, no dia 10 de Maio, no Terminal de Cruzeiros de Leixões, no Porto.

Em 2018 foram a concurso 1307 vinhos, de 372 produtores, que arrecadaram 301 medalhas, das quais 36 na categoria Grande Ouro, 73 Ouros e 192 Pratas.

O Concurso Vinhos de Portugal é uma iniciativa da ViniPortugal que pretende ser um ponto de encontro e de troca de experiências entre produtores e especialistas de todo o mundo, reafirmando a aposta na produção nacional de vinho de qualidade com o intuito de se afirmarem enquanto produtos de excelência nos mercados de exportação


Fonte:  Wines of Portugal

Especialistas internacionais de vinho visitam Alentejo, Dão e Bairrada

A ViniPortugal, em conjunto com o IMW (Institute of Masters of Wine), promoveu uma visita de 15 Masters of Wine (MW) internacionais às regiões vitivinícolas do Alentejo, Dão e Bairrada. Ao longo de uma semana, especialistas originários de nove nações tiveram oportunidade de conhecer o melhor que Portugal pode oferecer em matérias de vinhos.

Intitulado “Descubra as regiões do Alentejo, Dão e Bairrada”, a visita teve como objetivo levar os MW a reforçar o seu conhecimento de Portugal, em particular as suas castas, regiões e produtores, tomando contacto com o panorama vinícola português e as suas características distintivas.

O grupo de MW, coordenado por Dirceu Vianna Junior, MW radicado em Inglaterra, integrava especialistas de renome internacional: Alison Eisermann Ctercteko (Australia), Elsa Macdonald (Canadá), James Lawther (França), Joanna Locke (Reino Unido), Joel Butler (EUA), Matthew Forster (Reino Unido), Olga Karapanou Crawford (EUA), Robin Kick (Suíça), Rupert Wollheim (Reino Unido), Simon Nash (Nova Zelândia), Susan McCraith (Reino Unido), Tim Jackson (Reino Unido), Yiannis Karakasis (Grécia) e Ying Tan MW (Singapura).

O programa desta visita contou com vários momentos de contacto com a realidade portuguesa, com destaque para visitas a produtores, provas de vinhos e palestras de enquadramento global do perfil de cada uma das três regiões vitivinícolas abrangidas, seguidas de debate sobre a viticultura.

Colaboraram nesta iniciativa a Herdade do Esporão, Dona Maria Vinhos, Fundação Eugénio de Almeida, Adega Mouchão, Symington Wine Estates, Magnum Vinhos, Julia Kemper Wines, Paços dos Cunhas de Santar/Global Wines, Quinta da Pellada, Casa da Passarela, Quinta dos Carvalhais/Sogrape, Quinta dos Roques, Caves Aliança, Luís Pato e Baga Friends (Quinta das Bágeiras, Sidónio de Sousa, Quinta da Vacariça, Niepoort e Palace Hotel do Buçaco), CVR do Dão e CVR da Bairrada.



Fonte:  Wines of Portugal

14 Masters of Wine de todo o mundo realizaram uma tour pelas regiões vitivinícolas portuguesas

A viagem de 14 Masters of Wine internacionais pelas regiões do Alentejo, Dão e Bairrada termina hoje. A iniciativa organizada pela ViniPortugal, em parceria com o IMW  ( Institute of Masters of Wine) teve como objectivo reforçar o conhecimento de Portugal, as suas castas, regiões e produtores que reflictam o melhor que Portugal pode oferecer em matéria de vinhos.

Esta viagem exclusiva arrancou no 24 de Março e revelou-se uma excelente forma de mostrar de perto o melhor que se faz nestas regiões vitivinícolas portuguesas. Os 14 Master of Wine foram acompanhados pelo MW Dirceu Vianna Junior e um membro da equipa da ViniPortugal. O tema do programa foi “Descubra as regiões do Alentejo, Dão e Bairrada” e demonstrou que o panorama vinícola português abriga sem dúvida um mundo de diferenças. 

O programa teve diversos momentos de contacto com a realidade portuguesa, com particular destaque para as visitas com provas de vinhos em produtores anfitriões, provas genéricas e ainda palestras por críticos de vinho de referência, de enquadramento global do perfil de cada uma das três regiões vitivinícolas abrangidas, seguidas de mesas redondas com debate sobre a viticultura.

 

 


Fonte:  Wines of Portugal

Primeira fase das inscrições no Concurso Vinhos de Portugal 2019, com condições especiais para os produtores, encerra a 22 de Março

O concurso é uma iniciativa da ViniPortugal que vai distinguir, pelo sétimo ano consecutivo, a excelência dos vinhos nacionais. A inscrição pode ser feita no site http://concursovinhosdeportugal.pt/ e a data-limite é 18 de Abril.
 
Em 2019, a ViniPortugal volta a apostar num painel de jurados nacionais e internacionais de renome, reforçando o carácter promocional que esta iniciativa tem vindo a assumir ao longo dos últimos anos junto de especialistas, sommeliers e influenciadores de mercados externos estratégicos para a marca “Wines of Portugal”. Estão já confirmados para o Grande Júri Dirceu Vianna Júnior (MW), do Reino Unido, Evan Goldstein (MS), dos EUA, e Thomas Vaterlaus, redactor-chefe da Revista Vinum, proveniente da Suíça.
 
A primeira fase do Concurso Vinhos de Portugal decorrerá de 6 a 8 de Maio, no CNEMA, em Santarém, na qual os vinhos inscritos serão avaliados por um júri, composto por especialistas em vinhos portugueses e internacionais., entre os quais jornalistas, sommeliers, wine educators e outras profissões ligadas ao sector. 
 
Após esta fase, o Grande Júri reunirá nos dias 9 e 10 de Maio, no Porto, para a selecção dos Grandes Ouros e os Melhores no Ano. Os grandes vencedores serão conhecidos numa Cerimónia de Entrega de Prémios, no dia 10 de Maio, no Terminal de Cruzeiros de Leixões, no Porto. 
 
Em 2018 foram a concurso 1307 vinhos, de 372 produtores, que arrecadaram 301 medalhas, das quais 36 na categoria Grande Ouro, 73 Ouros e 192 Pratas.
 
O Concurso Vinhos de Portugal é uma iniciativa da ViniPortugal que pretende ser um ponto de encontro e de troca de experiências entre produtores e especialistas de todo o mundo, reafirmando a aposta na produção nacional de vinho de qualidade com o intuito de se afirmarem enquanto produtos de excelência nos mercados de exportação
 

Fonte:  Wines of Portugal

Primeiro-ministro visita representação portuguesa na maior feira mundial de vinhos

O aumento da procura de vinhos portugueses por parte do mercado alemão está reflectido na aposta neste evento, com uma forte presença de produtores nacionais. Em termos globais, Portugal é o 5.º país com maior representação na ProWein, com um total de 383 expositores.

Os vinhos portugueses são cada vez mais uma tendência nos mercados internacionais. De acordo com um estudo desenvolvido em 2018 pela Universidade de Geisenheim para a ProWein, cerca de um quarto dos especialistas alemães inquiridos planeiam incluir vinhos portugueses no seu portefólio no futuro. Alargando o âmbito de análise, o estudo revela que um em cada cinco retalhistas especializados e importadores de vinho coloca Portugal no topo das suas prioridades para complementar a gama de produtos do seu portefólio, o que faz com que Portugal esteja pela primeira vez no topo das preferências dos retalhistas e importadores da Europa Central.

Ao longo da ProWein, jornalistas, importadores, retalhistas e sommeliers vão ter oportunidade de apreciar vinhos de mais de 150 produtores reunidos no stand da ViniPortugal ou visitar os stands das várias regiões vitivinícolas nacionais presentes no evento – Vinho Verde, Porto e Douro, Tejo, Alentejo, Beira Interior e Bairrada. “Os visitantes que não tenham muito tempo disponível ou que queiram obter uma visão global dos vinhos portugueses estão convidados a passar pela nossa zona de degustação gratuita, onde terão oportunidade de provar mais de 80 vinhos premiados em competições e degustações”, afirma Jorge Monteiro, Presidente da ViniPortugal.  

Este ano a ViniPortugal, através da marca “Wines of Portugal”, disponibiliza uma zona de degustação gratuita e um vasto programa de seminários, nos quais será possível saber mais sobre tendências, como harmonizar vinhos portugueses e gastronomia internacional, métodos ancestrais de vinificação, novidades e destaques das regiões vitivinícolas.  

A sommelier Christina Fischer e o chef Patrick Jabs vão apresentar sugestões de harmonização de vinhos portugueses com pratos no seminário “Great food companions – Portugal’s wine world from A to Z”. O especialista em vinhos portugueses e jornalista David Schwarzwälder vai apresentar os principais destaques de Portugal enquanto país vitivinícola, discutindo as diferentes estruturas de terroir e as particularidades de cada região. No seminário “Marked by the Atlantic Ocean – from the Vinho Verde to the Algarve”, conduzido por Caro Maurer MW, será abordada a influência dominante do Oceano Atlântico nas várias regiões vitivinícolas.

Para além destes quatro especialistas, serão desenvolvidos outros 17 eventos sob a chancela “Wines of Portugal” para dar a conhecer a realidade vitivinícola do país, conduzidos por Sofia Salvador, Rubina Vieira, Andrzej Strzelczyk, Joel B. Payne, Carine Patrício e Konstantin Baum MW.  



Fonte:  Wines of Portugal

Prémios Prestígio, Excelência e Escolha: Conheça os melhores vinhos provados e classificados em 2018

A festa vínica Paixão Pelo Vinho Awards Wine Party estava reservada aos melhores: aos produtores premiados, aos enólogos que fazem os vinhos reconhecidos como “apaixonantes” e, claro, aos apreciadores e consumidores, que não quiseram ter falta. Ao todo, 763 pessoas fizeram parte desta festa, a mais concorrida de todas as edições!
 
Ao longo do ano de 2018 os provadores, residentes e convidados, da revista Paixão Pelo Vinho provaram mais de 1000 referências vínicas, entre vinhos tranquilos, efervescentes, generosos e aguardentes. Desses, foram eleitos 61 vinhos, como os melhores, conquistando os prémios Paixão Pelo Vinho nas categorias “Escolha”, “Excelência” e “Prestígio”. O cenário eleito para a festa de entrega de prémios, que se realizou no passado sábado, 2 de março, foi o Beatus, em Marvila. Lá dentro havia música, petiscos, produtores de vinhos que representaram quase todas as regiões portuguesas, e um autocarro londrino estacionado, onde decorreu a exposição dos vinhos premiados e o ciclo de “Conversas com os Enólogos: Uma viagem pelos cinco sentidos”, a lotação esteve sempre esgotada!
 
Os prémios Paixão Pelo Vinho foram entregues pelos diretores da publicação: Susana Marvão e André Magalhães, respetivamente diretora editorial e diretor adjunto, e Maria Helena Duarte, diretora executiva e fundadora da revista. Com “Escolha”, vinhos com a melhor relação qualidade/preço, foram distinguidos 16 vinhos. Com a categoria “Excelência”, avaliados com nota 18 a 20 valores, vinhos impressionantes, ricos e elegantes, vinhos únicos para momentos perfeitos, foram premiadas 40 referências. Destaque para os Porto Vintage 2016 Cálem e Quinta da Oliveirinha, bem como o Vinha Centenária branco 2017 (DO Pico) e o Morgado de Stª Catherina branco Reserva (DOC Lisboa, em garrafa magnum), que conquistaram 19 valores. Com pontuação 18,5 ficaram os vinhos 100 Hectares Gold Edition tinto 2015 (DOC Douro), Freixo Family Collection tinto 2015 (Reg. Alentejano), Quinta da Gaivosa Porto Vintage 2016. E com 18,3 pontos ficou o Adega de Borba Tinto de Talha 2016 (DOC Alentejo), Busto tinto Grande Escolha 2014 Touriga Nacional (DOC Douro, em garrafa magnum) e Pequenos Rebentos Selvagem Edição Especial branco 2017 da casta Azal (DOC Vinho Verde). Os restantes 30 vinhos premiados obtiveram todos a classificação 18. Por fim, foram cinco os vinhos premiados com “Paixão Pelo Vinho Prestígio”, vinhos verdadeiramente apaixonantes, que elevam os sentidos e se bebem de olhos fechados: Anselmo Mendes Private Alvarinho 2017 (DOC Vinho Verde, que tem chegada ao mercado prevista para Maio), Lavradores de Feitoria 18º Aniversário tinto 2016 (DOC Douro), Mamoré de Borba tinto Grande Reserva 2015 (DOC Alentejo), Terrantez do Pico branco 2016 (IG Açores) e Vinha do Contador Grande Júri tinto 2011 (DOC Dão).
 
A edição 74 da revista Paixão Pelo Vinho chegará às bancas no final de março e poderá aí consultar cada uma das notas de prova dos vinhos premiados.



Fonte:  REVISTA PAIXÃO PELO VINHO

Vinhos de Portugal premiados na China

Portugal somou dois troféus CWSA, a classificação mais alta da competição. O vinho Grand 'arte Chardonnay 2017, da DFJ Vinhos, foi nomeado o Vinho Português do Ano. O vinho branco Portinho do Covo 2016, da Cooperativa Agrícola Sto. Isidro de Pegões CRL, foi considerado o melhor Vinho Português do Ano na categoria “Melhor Valor”.

Para além dos troféus, os Vinhos de Portugal arrecadaram 24 medalhas de duplo ouro, 96 medalhas de ouro, 27 de prata e 23 de bronze. A avaliação foi realizada por um vasto painel de jurados, selecionados entre os maiores distribuidores de vinhos da China. A competição incluiu vinhos provenientes de 35 países.
 
Conheça a lista completa de premiados aqui.


Fonte:  Wines of Portugal
close
Facebook Iconfacebook like button